Entrevista ao Dexista e Radioescuta José Ronaldo Xavier, da cidade de Cabedelo no Estado da Paraíba – Brasil.

DXCSF: Há quanto tempo é Dxista?
JRX: Sou Radioescuta e Dexista há mais de 40 anos.

DXCSF: Quais as emissoras que ouvia e qual marcou sua trajetória no início do hobby?
JRX: Rádio Central de Moscou, BBC, Rádio Nederland, Rádio Suécia, Rádio Suíça Internacional, Rádio Áustria Internacional, e outras. A BBC foi o substrato para o meu seguimento na radioescuta e dexismo.

DXCSF: Das emissoras ouvidas no início do hobby qual programa lhe chamava atenção, a emissora ainda está ativa?
JRX: Sempre apreciei o segmento no􀀱cioso e a BBC era imbatível.

DXCSF: Na atualidade qual a emissora que mais ouve e o programa que participa?
JRX: A Rádio Internacional da China.

DXCSF: Já participou nas emissoras sendo entrevistado, qual ou quais e que ano?
JRX: Há muitos anos em uma rápida entrevista, via telefone residencial, para a CRI.

DXCSF: Qual a emissora que ouviu e que achou que foi a mais difícil de escutar?
JRX: A Rádio Paquistão, em sua an􀀱ga transmissão em língua francesa.

DXCSF: Qual a sua opinião em relação às emissoras que abandonaram e das que estão pensando em abandonar as ondas curtas. As novas tecnologias realmente vieram para dar um fim às ondas de radio de um modo geral qual a sua opinião?
JRX: É a ordem natural das coisas... É o progresso. É o avanço tecnológico. Aceito com tranqüilidade o final das transmissões em OC que já ocorreram, mas muitos anos ainda passarão até a abolição final dessas transmissões. O progresso tecnológico,assim como o tempo,é implacável, não há retorno. Para mim, que sou "um radioaholic", terei saudades das transmissões em OC que se foram e das que estão a abandonar.

DXCSF: Os eventos (concursos) que o DXCSF vem realizando qual a sua opinião?
JRX: Eles são muito importantes porque é através deles que a chama do dexismo se manterá acesa ainda por muitos anos.

DXCSF: O que é o hobby do dexismo (dxismo) pra você?
JRX: O dexismo faz parte da minha vida. Aprendemos muito com a prática do hobby. Além da carga de conhecimentos gerais que nos proporciona, o dexismo nos ensina a ser mais pacientes, mais calmos, mais observadores...

DXCSF: Já participou de eventos dexista?
JRX: Ainda não participei de encontros dexistas.

DXCSF: Já visitou alguma emissora internacional?
JRX: Ainda não visitei.

DXCSF: Quantos países confirmados? Quantos QSL’s?
JRX: Algo em torno de 30 países e seus QSLs.

DXCSF: Coleciona alguma coisa?
JRX: Apenas os cartões QSL e alguns decalques.

Entrevistas anteriores

Entrevista a Adrián korol, Diretor da RAE Argentina ao Mundo

Entrevista a Luis Valério Valladão, Dexista e Radioescuta

Entrevista a Nelcy Remedy Bidart, Dexista e Radioescuta

Entrevista ao Dexista, Radioescuta e Radioamador Hugo Timm Alves